sexta-feira, dezembro 14, 2007

Balanço .. razão .. deve e haver ;)

Este ano ..
Comecei por festejar a entrada em 2007 com a família, sobrinho afilhado ao colo, filha mimada pendurada na outra perna :) e fiz votos, fiz mesmo e com muita “força”, mesmo não conseguindo engolir as dozes passas ao som das doze badaladas (lembrem-me de comprar passas miniatura este ano s.f.f.), votos que tudo corresse bem, que o pipoca crescesse feliz, sem mazelas e com aquele sorriso que se adivinhava na altura teria – um sorriso aberto, dentinhos a espreitar e um olhos que sorriem também.
Desejei ainda que fosse um bom ano para o outro sobrinho, o meu querido british boy de quem tenho tantas saudades, que por estar longe não posso abraçar sempre que quero e por isso me torno um tia “chata” (risos) quando juntos estamos, tendo como resposta um hilariante “no kiss Tia i’m a boy ..!” .. Voltei à lista de desejos para pedir ainda que a princesa do reino continuasse a crescer feliz, segura, aprendendo e brincando sempre e muito .. E que eu e todos os que me rodeiam e que amo tivessem a saúde necessária para as alegrias, as chatices, a felicidade e aquele, por vezes, desânimo que a vida, em certos dias, se encarrega de nos oferecer.

Mudámos definitivamente de casa, voltámos ao local de “raiz” da mummy, gostamos muito do novo ninho (finalmente pronto!) e do bairro, e dos vizinhos (bom, nem todos que há uma personagenzita irritante lá pelo prédio mas ..) ;). Gozámos férias, felizmente com a família “quase” toda reunida, três mulheres e três crianças com todas as peripécias próprias de quem tem um twingo para transportar seis pessoas para a praia .. :)

.. Emocionei-me a valer ao ver a minha filha pisar um palco oficial pela primeira vez, admirei-lhe a técnica, o brilho, a persistência, o cansaço escondido de quem quer mais, tem de dar mais, porque sim .. Amparei-lhe a desilusão ao não ser seleccionada para algo que queria muito, a sua primeira desilusão “profissional” e escondi as minhas próprias lágrimas quando a ouvi entre lágrimas afirmar “para o ano, tento de novo!”.
A mudança de casa obrigou à mudança de escola, medos e temores agora controlados, e um “eu quero a minha escola antiga, com meninos do meu tamanho” numa agonia que começou por me preocupar até me aperceber que temos, temos sempre na vida, que dar ao tempo o tempo necessário para .. Hoje menina "quase" segura de novo, a correr porta fora do carro, num “até logo mummy” sorridente .. Obrigada Miss Paciência .. ;)
Continuei durante todo o ano a digitar no azul da blogosfera as letrinhas que dantes escrevia no branco do papel.. Surpreendi-me a valer com as leituras e interpretações do meus textos, memórias, raízes, pedaços de estórias e de histórias, e ri e chorei, emocionei-me e reagi veementemente com outras tantas coisas que li, que interpretei .. É rico este universo. Assim haja tempo ..
Fiz planos, grandes e pequenos, alterei alguns, pus outros de lado, reformulei outros tantos, acreditei e desacreditei, mas o engraçado da questão é que isto já não acontece à velocidade luz como quando tinha 30 anos .. ;)
Hoje sei, confio e acredito que 2008 será um ano de outras mudanças.
Mudanças nas quais, durante alguns anos, deixei de acreditar remetendo-me ao confortável sofá de quem querendo e desejando, prefere, prudentemente, deixar passar ..
Assim haja sorte .. E saibamos aproveitá-la ;) e .. Não é a vida feita de mudança ? .. por vezes temos somente de a acolher e aceitar, vivendo-a .. E deixando-a surpreender-nos.

Estaremos por aqui todos em 2008? No one knows .. Mas sei que vos desejo um excelente ano com tudo o que desejarem a vós mesmos *
.. Sejam felizes *

quarta-feira, dezembro 05, 2007